6. POP no modo Online

Como os clientes e vendedores de email baseado no POP encontram as limitações do paradigma de acesso offline, houve interesse em tentar usar o POP nos modos online e disconnected Normalmente isto implica configurar o POP mailer para "deixa o email no servidor" em vez de apagar as mensagens depois de transferidas para a máquina cliente. No entanto, o POP não fornece várias capacidades que são essenciais para o cliente online e disconnected.

Estas capacidades encaixam em três categorias:
- Manipulação de pastas remotas.
- Suporte de múltiplas pastas.
- Optimização do desempenho online.

Mesmo o POP sendo usado no modo "pseudo online" , em que as mensagens não são apagadas do servidor, não pode ser considerado realmente um protocolo formal para operação online porque deve ser usado um protocolo diferente (tipicamente um sistema de arquivo distante) para operações online.

Um exemplo das limitações do POP em modo online é a actualização do estado de cada mensagem, por exemplo marcar uma mensagem como Respondida. Ou o programa cliente de correio omite esta capacidade importante, ou deve ser feito fora do POP, já que o POP não prevê esta função. Realmente, a informação do estado de cada mensagem iria ser armazenada separadamente da mensagem e acedidas a um ficheiro local para que o client POP actualizar estes dados.

No entanto, quando o POP é usado no modo "pseudo-online ", as suas deficiências são algumas vezes mascaradas pelo facto que certas operações onlide de mensagens estarem a ser feitas em pastas de arquivos localmente usando um protocolo de sistema de ficheiros remotos. Repare que se a pessoa pudesse depender de um protocolo de acesso a ficheiros remoto genérico permanentemente disponível, não precisaria precisaria do POP em nada...

Porque o POP nunca foi projectado para ser um protocolo de mensagens online não surpreendendo a falta de funcionalidades críticas nesta área. As exigências para a operação disconnected são um super conjunto rígido de funcionalidades que o modo online precisa, assim sendo o POP não tem a capacidade de ser um protocolo superior de acesso a mensagens disconected, embora as especificações mais recentes do POP incluam a existência de identificadores únicos e precistentes de mensagens, que é um ingrediente essencial para operação disconnected.