[Índice] [Inicio dos videojogos] [1ª Geração] [2ª Geração] [3ª Geração] [4ª Geração] [5ª Geração] [6ª Geração] [7ª Geração] [Bibliografia]

Segunda Geração

Apesar de anteriormente existirem consolas que usavam cartuchos ou os cartuchos não tinham qualquer informação e tinham a mesma função que interruptores (como na Odyssey para mudar de jogo) ou a consola estava vazia e o cartucho continha todos os componentes do jogo. O Fairchild Video Entertainment System contudo continha um micro processador programável e por isso os cartuchos necessitavam apenas de uma ROM para armazenar instruções do microprocessador.

1976 - Fairchild Channel F a primeira consola com jogos em cartucho

Introduz uma novidade no mundo das consolas ao permitir ao utilizador trocar de jogos armazenados em cartuchos, em vez das operações complicadas até então necessárias para trocar os jogos apenas existiam embutidas nas consolas.

Passou assim a ser possível comprar apenas os jogos, economizando-se no Hardware e gastar mais no Software, teoria que ainda hoje é a base da indústria dos videojogos.

No total foram lançados 21 jogos, desde conversões de clássicos arcade, como Computer Space e Space Invaders (lançado mais tarde), jogos de hóquei, ténis até versões digitais de jogos de tabuleiro e cartas como Forca, Gamão e Poker. Os cartuchos eram numerados para não confundir os consumidores. 

Devido à baixa qualidade e simplicidade extrema dos seus 21 jogos lançados a consola não foi bem sucedida e teve vida curta.

Figura 20 -  Versão importada para o Reino Unido em 1978 por Adam Imports e rembalada com o nome de 'Grandstand'

Figura 21 - Versão importada para o Reino Unido em 1978 por Adam Imports e rembalada com o nome de 'Grandstand'

 

 

Figura 22 - Versão importada para o Reino Unido em 1978 por Adam Imports e rembalada com o nome de 'Grandstand'

 

 

Imagens de

www.chris-hind.co.uk/


1977 - RCA lança a consola Studio II e a Atari a Atari 2600 VCS

A empresa RCA a mesma que recusou o projecto Brown Box de Ralph Baer que deu origem à Magnavox Odyssey, tenta entrar no mercado das consolas lançando em Janeiro de 1977 a Studio II, uma consola com jogos em cartucho tal como a Fairchild Channel F. A Studio II para além dos jogos em cartucho trazia já 4 jogos embutidos. A consola não foi bem sucedida devido aos seus gráficos monocromáticos e pouca resolução.

Em 1976 a Atari é comprada pela Warner Communications e em Novembro de 1977 lança a Atari 2600 VCS (Video Computer System) que se torna na consola doméstica mais popular daqueles tempos. Os seus 128 bytes de memória e 1.19 Mhz de velocidade do processador, e a placa de vídeo, marcavam uma nova geração das consolas domésticas.

Empresas produtoras de jogos como a Sega, Konami entre outras viram na Atari 2600 VCS uma oportunidade e desenvolveram alguns títulos para a mesma. Outros títulos populares no mercado americano foram as conversões arcade como Defender de Jeff Minter, Ms. Pac Man licenciado da Namco, Moon Patrol da Irem, Zaxxon a medíocre conversão do sofisticado arcade em 3D, Space Invaders o clássico jogo de tiro de 1979.

Sete anos depois do lançamento a consola Atari 2600 VCS naufragou, arrastando todo o mercado de consolas, acontecimento histórico que ficou conhecido como o crash dos videojogos de 1984.

 

Figura 23 - RCA Studio II

 

 

Figura 24 - Caixa e cartucho dos jogos para a consola RCA Studio II

 

Figura 25 - Caixa da consola Atari 2600 VCS

 

 

Figura 26 - Jogos Space Invaders e Atlantis

 

 

Imagens de

http://www.computercloset.org/

 

 

Figura 27 - Night Driver (Atari 1980)

Figura 28 - River Raid (Activision 1982)


1978 - ODYSSEY 2

Aproveitando o sucesso da Atari 2600 VCS, a Magnavox lança a segunda geração do Odyssey a que chamou Odyssey 2. Tecnicamente inferior à Atari 2600 VCS teve sucesso principalmente na Europa.

Os jogos foram poucos e curiosamente desenvolvidos praticamente apenas por Ed Averett (24 jogos em 4 anos), lança o acessório The Voice que permitia aos jogos incluir recursos de voz, uma novidade para a época.

Apesar de tudo a Odyssey 2 nunca chegou a superar a Atari 2600 VCS em vendas, e acabou por ser descontinuada com o crash dos videojogos de 1984.

Em 1983, na Europa chegou a ser lançado o Odyssey 3 ou Philips Videopac G7400+ com 16 cartuchos, apesar de mais potente que o Odyssey 2 teve um curto tempo de vida.

 

Figura 29 - Magnavox Odyssey 2

 

Imagens de

http:// blog.iliumsoft.com//

Figura 30 - Football (Magnavox 1978)

Figura 31 - Las Vegas Blackjack (Magnavox 1978)

Figura 32 - Electronic Table Soccer (Magnavox 1980)

Figura 33 - K.C. Munchkin! (Magnavox 1981)

Figura 34 - Killer Bees (Magnavox 1983)

Figura 35 - Turtles (Magnavox 1983)

 

Imagens de

http://www.videogamecritic.net/

 


1979 - Intellivision é lançada e ameaça o reinado do Atari 2600 VCS

A empresa Mattel grande fabricante de brinquedos nos EUA entra em cena ao lançar em 1979 o Intellivision (Intelligent Television), lançando inicialmente 12 títulos. Com melhores gráficos e resolução 160x92 pixels, 16 cores, 8 sprites, que o Atari 2600 VCS, torna-se num concorrente forte.

Os jogos eram equivalentes em diversão aos da consola ATARI 2600 VCS mas com melhores gráficos e som, sendo o difícil manuseamento dos comandos o ponto negativo apontado pelos utilizadores.

O Intellivision foi o concorrente mais forte do Atari 2600 VCS até ser descontinuado em 1984 com o crash dos videojogos de 1984.

Em 1985, alguns investidores compraram o nome e a marca Intellivision, fundaram a INTV, Inc e relançaram o Intellivision que ainda teve algum sucesso, sendo produzidos 125 jogos até 1990 altura em que a INTV, Inc. vendeu as suas acções.

 

Figura 36 - Intellivision

 

Imagens de

http://www.retrocactus.com/consoles/intellivision.html


 

Figura 37 - Space Battle (Mattel 1979)

Figura 38 - Auto Racing (Mattel 1980)

Figura 39 - Donkey Kong (Coleco 1981)

Figura 40 - Beauty and the Beast (Imagic 1982)

Figura 41 - Defender (Atari 1983)

Figura 42 - Centipede (Atari 1983)

 

Imagens de

http://www.videogamecritic.net/


1982 - Emerson Arcadia 2001

Em 1982 é lançado o Emerson Arcadia 2001 para competir com o Atari 2600 VCS e Intellivision, tecnicamente superior ao Atari 2600 VCS mas inferior ao Intellivision, rapidamente ficou obsoleto e com a concorrência da 3ª geração de consolas que estava a surgir nesse ano como o Colecovision e Atari 5200, saiu de cena dois anos depois.

Foram lançados 40 títulos que se resumiam a clones de arcades e de sucessos para o Atari 2600. A consola passou despercebia na altura e com ela chegou o fim da segunda geração de consolas domésticas.

 

Figura 43 - Emerson Arcadia 2001

 

 

Imagens de

http://www.computercloset.org/


1982 - Colecovision

Em Agosto de 1982 a empresa Conneticut Leather Company que produzia couro, lança a Colecovision que derruba a popular Atari 2600 VCS e a Intellivision. Para além de espantosos gráficos tinha uma tremenda jogabilidade para a altura, as conversões de arcade eram conseguidas perfeitamente devido ao poderoso hardware. Um dos jogos que ajudou a vender várias unidades da consola foi o Donkey Kong, primeiro jogo feito pelo guru da Nintendo Shigeru Miyamoto, onde surge pela primeira vez numa consola doméstica o personagem Mario. Foram também lançados acessórios como aquele que permitia jogar os jogos da Atari 2600 VCS na Colecovision, volantes e vários tipos de comandos. Com 6 milhões de unidades vendidas em menos de 2 anos, no entanto com o crash dos videojogos de 1984 juntamente com o fracasso do computador Adam lançado em 1983 pela mesma empresa, fazem esta mergulha em dívidas vendo-se obrigada a parar a produção, factores estes que contribuíram para a queda da consola.

 

Figura 44 – Colecovision e respectiva embalagem

 

Figura 45 - Colecovision

 

Imagens de

http://www.vgmuseum.com/

 

 

Figura 46 - Donkey Kong (Nintendo 1982)

Figura 47 - Dragonfire (Imagic 1984)

 

 

Imagens de

http://www.videogamecritic.net/

 


1982 – Atari 5200

A Atari quando ameaçada pela consola Intellvision da Mattel em 1980, começa a desenvolver uma consola mais poderosa, que deveria manter a compatibilidade com a Atari 2600 CVS e ser gráfica e sonoramente melhores que a Intellvision e ser lançada no inicio de 1982. Ao saber do desenvolvimento da poderosa Colecovision, melhora o hardware com base na tecnologia do computador Atari 400 e lança a consola Atari 5200 em Setembro de 1982.

Graficamente superior à Intellivision mas ainda inferior à poderosa Colecovision, com um comando que era uma mistura dos seus dois concorrentes, que dificultava a jogabilidade, consegui ter sucesso.

Surgiram posteriormente outros comandos a fim de resolver os problemas causados pelo comando original.

A consola teve grandes jogos, e tal como a concorrente Colecovision várias conversões de arcades populares, como o jogo de helicópteros Choplifter. Foi nesta consola que foi lançado o primeiro jogo do Mario Bros.

À semelhança da Colecovision a Atari lança um acessório que permite jogar os jogos da Atari 2600 CVS.

Apesar da popularidade o crash dos videojogos de 1984 não poupou esta consola.

 

Figura 48 - Atari 5200

 

Imagens de

http://www.vgmuseum.com/

 

Figura 49 - Pac-Man (Atari 1982)

Figura 50 - Ms. Pac-Man (Atari 1983)

Figura 51 - Mario Bros. (Atari 1983)

Figura 52 - Pitfall (Activision 1984)

 

Imagens de

http://www.videogamecritic.net/

 


1982 – GCE/Milton Bradley Vectrex a primeira consola vectorial

Criado para exibir imagens vectoriais sofisticadas em vez de pixeis a GCE/Milton Bradley Vectrex tinha um poderoso processador Motorola 68A09 (1,5 MHZ) e um excelente chip de som programável.

A consola vinha acompanhada de um monitor vectorial de 9 polegadas, monocromático e como apenas conseguia produzir gráficos a preto e branco trazia uns cartões para colocar no ecrã do monitor e colorir os jogos, à semelhança da consola Odyssey. Possuía uma jogabilidade muito boa para a época, e principalmente som de primeira.

Foram lançados pouco mais de 12 jogos. Foram lançados acessórios interessantes como uma caneta óptica e um óculos vitalizadores 3D que permitia ver cores nos jogos, sem sucesso comercial nos EUA teve vida curta e foi mais uma vítima do crash dos videojogos de 1984.

 

Figura 53 - GCE/Milton Bradley Vectrex

 

Imagens de

http://www.bilgisayarmuzesi.com/ara_konsol.htm

 

Figura 54 - Bedlam (GCE 1982)

Figura 55 - Mine Storm (GCE 1982)

 

Imagens de

http://www.videogamecritic.net/

[Índice] [Inicio dos videojogos] [1ª Geração] [2ª Geração] [3ª Geração] [4ª Geração] [5ª Geração] [6ª Geração] [7ª Geração] [Bibliografia]